You are here

Irlanda: Milhares manifestam-se pela despenalização do aborto

Milhares de pessoas marcharam neste sábado em Dublin, pela despenalização do aborto. A manifestação foi organizada pela Abortion Rights Alliance e foi apoiada pela Amnistia Internacional.
Milhares de pessoas marcharam neste sábado em Dublin, pela despenalização do aborto

Realizou-se neste sábado, 26 de setembro, em Dublin a quarta “March for Choice” (Marcha pelo direito de decidir).

Os manifestantes defendem o direito ao aborto livre, legal e seguro e querem a revogação da oitava emenda, que proíbe o aborto.

Orla O'Connor do National Women's Council declarou que o aborto é uma realidade que o governo tem de aceitar. “É uma completa hipocrisia que os direitos das mulheres ainda sejam ignorados. Em vez de enfrentar a realidade o governo está a exportar o problema”, disse ela, segundo o jornal irlandês Independent.

Orla O'Connor disse também que a posição da Irlanda sobre o aborto está a assustar e a confundir os profissionais de saúde.

Os defensores da despenalização do aborto apelam ainda a que os eleitores votem apenas em partidos que defendam o fim da proibição do aborto.

“Estamos a pedir ás pessoas para apenas votarem em partidos que apoiam o direito ao aborto nos seus manifestos e esta será a primeira questão que colocaremos quando vierem bater às nossas portas”, afirmou Orla O'Connor.

Colm O'Gorman, diretor executivo da Amnistia Internacional, salienta que as leis do aborto irlandesas são “draconianas” e “vergonhosas”.

“Temos as leis mais restritivas do mundo e elas não evitam o aborto. Pelo menos 177.000 mulheres e raparigas viajaram para o Reino Unido para fazerem abortos desde 1971. É mais que tempo de mudar”, afirmou Colm O'Gorman.

Termos relacionados Internacional
(...)