You are here

Carlos Matias quer “resgatar a esperança do povo do Ribatejo”

A candidatura do Bloco pelo círculo de Santarém foi entregue na segunda-feira, com a presença do cabeça de candidatos, mandatário e dirigentes do partido.
Bloco entregou a lista de candidatos às legislativas no Tribunal de Santarém.

Nesta lista com paridade absoluta – sete homens e sete mulheres – e com média de idades de 43 anos, estão representados doze concelhos do distrito de Santarém. O investigador e antropólogo Aurélio Lopes é o mandatário da candidatura bloquista que apresenta duas candidatas independentes.

Carlos Matias definiu como objetivo recuperar o mandato que o Bloco alcançou em 2009, apesar de agora o círculo ter passado de 10 para 9 deputados eleitos, o que “traduz a perda de peso demográfico do distrito e, por consequência, traduz perda de peso político”.

“Este é o deplorável resultado de uma política de concentração de investimento e de recursos na coroa mais próxima de Lisboa e do abandono do interior - uma política prosseguida há largos anos, mas que recentemente se vem acentuando”, acusou Carlos Matias junto ao Tribunal de Santarém.

Carlos Matias está confiante de que a candidatura do Bloco de Esquerda em Santarém irá “resgatar a esperança dos desempregados, das populações sem médico de família, dos concelhos desertificados, dos trabalhadores esmagados em quotidianos precários e de tormento, dos jovens obrigados a emigrar, das freguesias apagadas do mapa por ordem do ministro Relvas, dos idosos a quem cortam as pequenas reformas, dos concelhos quase sem transportes, dos homens e mulheres de cultura que não desistem de ser lúcidos, criativos inteligentes e de democratizar o conhecimento e a fruição das artes”.

Termos relacionados legislativas 2015, Política
(...)