You are here

Como evitar que o Windows 10 espie quase tudo o que faz

Segundo a Microsoft, este sábado de manhã, o Windows 10 contava já com 67 milhões de instalações. O site Rock, Paper, Shotgun alerta, contudo, para a necessidade de os utilizadores terem bastante atenção às configurações de privacidade quando instalam o novo sistema operativo.
Foto de World Leaks, Flickr.

A versão final do Windows 10 está a ser um enorme sucesso. Registaram-se 14 milhões de instalações nas primeiras 24 horas, a um ritmo de 16 instalações por segundo. Segundo a Microsoft, este sábado de manhã, o Windows 10 contava com 67 milhões de instalações.

Num artigo de Alec Meer publicado no site Rock, Paper, Shotgun, e citado pelo editor executivo do site BGR, Zach Epstein, os utilizadores do Windows 10 são, no entanto, alertados para a necessidade de estarem atentos às configurações de privacidade quando instalam o novo sistema operativo da Microsoft.

Caso tal não aconteça, a Microsoft vai “discretamente acompanhar o seu comportamento e usá-lo para acionar os anúncios direcionados" para cada utilizador, bem como "manter o controlo sobre o seu histórico de localização, dados de mensagens, calendários, contatos e Deus sabe mais o quê.”, refere Meer.

No artigo, é reproduzido um trecho da declaração de privacidade da Microsoft onde se lê que a empresa irá “aceder, divulgar e preservar os dados pessoais, incluindo o seu conteúdo (como o conteúdo dos seus emails, outras comunicações ou arquivos em pastas privadas)” quando tal for necessário.

Segundo Alec Meer, a Microsoft não está a proceder de forma transparente, não sendo clara sobre o que está a fazer, de que forma isso pode afetar os utilizadores e como estes podem evitá-lo.

Para evitar que o Windows 10 espie quase tudo o que faz deve, segundo recomenda Alec Meer, seguir o seguinte procedimento:

Primeiro, ir a Configurações, selecionar Privacidade e percorrer as 13 janelas diferentes, desativando tudo o que lhe pareça preocupante. A maioria das definições universais está em Geral, embora outras etiquetas também sejam importantes. Certamente quererá definir a que tipo de dados pode aceder cada aplicativo do seu sistema.

Em seguida, deverá considerar - caso, no seu entender, os seus benefícios não superem os riscos em termos da potencial invasão da sua privacidade - ir às configurações do assistente virtual inteligente Cortana e desactivar todas as funções.  

Em terceiro lugar, e ainda mais importante, deverá aceder ao novo browser da Microsoft – Edge, clicar neste link e desactivar ambos os "Anúncios personalizados neste browser " e "Anúncios personalizados, onde quer que utilize a minha conta Microsoft".

Alec Meer sugere também que remova a sua conta Microsoft do Windows 10 e utilize uma conta local em alternativa. Isso irá duplicar aquilo que deixa de estar acessível, contudo irá igualmente traduzir-se na perda de recursos, como configurações de sincronização em todos os seus PC’s. Vá a Configurações - Contas - Sua conta no Windows 10 (ou apenas digite 'Contas' no Haha ​​Cortana) para obter as opções relevantes.

Se tiver vários PCs que já utilizam o Windows 10 é necessário seguir este procedimento em cada um deles.

Termos relacionados Sociedade
Comentários (3)