You are here

Ocupação vai dar vida cultural a casa abandonada há 20 anos em Fátima

Palácio de grandes dimensões, em Fátima, construída há 20 anos e nunca habitada, ganhará vida a 8 de agosto com o projeto Ocupação #1, dinamizado por 50 artistas.
Foto de Rodrigo Pereira.

"Esta casa é o ensaio do que gostávamos de ver na sociedade", sublinhou, a propósito das consequências que um projeto artístico independente como Ocupação #1 poderá ter.

Os quatro organizadores, todos jovens, naturais de Fátima e ligados de alguma forma à arte, através da prática e da formação, pretendem agitar a cidade com um dia inteiro de atividades "num chalé desconcertante".

Obra de um emigrante português no Canadá, a casa nunca foi concluída nem habitada. Contam que terá sido, em parte, inspirada numa vivenda que o cantor Julio Iglesias tem em Miami, nos Estados Unidos da América.

Naqueles mil metros quadrados implantados na zona da Lomba de Égua, vão decorrer, das 10:00 às 24:00, vários workshops para crianças, performances, concertos, exposições, instalações, projeção de filmes e conversas, com artistas de vários pontos do país.

"A ideia é que todos estejam aqui, circulando juntamente com o público, e que haja conversas informais entre as pessoas. Mais do que um encontro, acreditamos que isto terá repercussões sociais", disse Rodrigo Pereira.

O grupo conseguiu autorização da instituição hoje proprietária do imóvel para ali fazer um dia dedicado às artes.

O projeto distancia-se da religiosidade de Fátima, mas não faz qualquer tipo de censura a artistas que queiram dialogar sobre o tema.

Termos relacionados Cultura
(...)