You are here

Conselho da Europa alerta para "aumento dramático" de discurso de ódio na internet

A Comissão Europeia contra o Racismo e a Intolerância (ECRI) do Conselho da Europa aponta que, na origem deste aumento, estão "conflitos do Médio Oriente, movimentos islamitas violentos e chegada massiva de imigrantes à Europa".
Foto de Ashley Marinaccio, flickr.

A ECRI, que analisa o racismo, a xenofobia e a intolerância nos Estados que integram o Conselho de Europa, sublinha que o discurso do ódio se difunde rapidamente nas redes sociais, onde "a sua audiência pode ser maior do que a da imprensa escrita extremista".

O secretário-geral do Conselho de Europa, Thorbjorn Jagland, alertou que "se enfrentam muitas crises, mas o crescente fenómeno do antissemitismo, da islamofobia e do racismo são as maiores ameaças ao futuro da Europa".

Jagland defende que "os líderes políticos devem tomar ações decisivas para travar esta perigosa tendência".

O relatório anual da ECRI publicado esta quinta-feira assinala que o aumento do extremismo e da violência por parte dos movimentos islâmicos tem sido manipulado pelos políticos populistas para retratar os muçulmanos em geral como sendo incapazes ou não tendo vontade de se integrar, representando, dessa forma, uma ameaça à segurança.

Além disso, o discurso público anti imigração tem vindo a ser cada vez mais explorado pelos políticos populistas. Consequentemente, o número de imigrantes que entram na Europa e não recebem a assistência adequada e são alvo de uma opinião pública hostil está a aumentar.

Termos relacionados Internacional
(...)