You are here

Inauguração do Museu Ferroviário marcada por protestos

O Secretário de Estado dos Transportes foi inaugurar o Museu Nacional Ferroviário ao Entroncamento. Sérgio Monteiro foi recebido com protestos por parte de duas centenas de trabalhadores da EMEF, em luta contra a privatização da empresa.
Foto António Gomes.

No momento em que o Governo está apostado num contrarrelógio de  privatizações no setor dos transportes antes do fim do mandato, os trabalhadores da Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário não perderam a oportunidade de receber o governante no Entroncamento.

Mais de duzentos trabalhadores e reformados da EMEF seguiram os passos de Sérgio Monteiro durante a visita que tinha por objetivo a inauguração do Museu Nacional Ferroviário, acusando-o de não ouvir os trabalhadores e com palavras de ordem duras contra o Secretário de Estado e todo o Governo. O discurso do governante também foi acompanhado pelas exigências gritadas a alguma distância pelos trabalhadores, impedidos de assistir à cerimónia.

A ação de protesto segue-se ao plenário e manifestação da semana passada no Entroncamento, quando os trabalhadores levaram à sede do município as suas razões para se oporem ao desmantelamento da empresa e defenderem a sua permanência na esfera pública.

Na próxima quinta-feira, estes trabalhadores vão juntar-se à marcha "Público é de todos – Privado é só de alguns", organizada pela Fectrans e com o apoio de sindicatos e utentes de todo o setor de transportes que está a ser alvo de processos de venda ou concessão por parte do atual governo.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Sociedade
(...)