You are here

Calor bate recorde esta quarta-feira

As temperaturas deverão atingir os 35 e os 40 graus nas regiões do interior Sul, podendo ascender a 41º em Beja, e 30 a 35º no restante território nacional. Já foi declarado o alerta amarelo em alguns distritos. Pelo menos desde 1930 que não se registam temperaturas tão elevadas no mês de maio.

Se se vier a confirmar a previsão meteorológica, as temperaturas vão registar um recorde no mês de maio esta quarta-feira, excedendo os 40 graus pela primeira vez desde a década de 1930.

O calor que se fará sentir nos próximos dias resulta de uma potente dorsal anti ciclónica que se está a estender desde as ilhas Canárias até a península injetando ar muito quente, seco e estável procedente do norte de África e de latitudes subtropicais.

Os termómetros deverão atingir os 31ºC em Bragança, 32ºC em Lisboa, 34ºC em Santarém e Castelo Branco, 36ºC em Portalegre, 38ºC em Évora e 41ºC em Beja.

A 31 de maio de 1999, as temperaturas ascenderam a 39,5º na Régua. A 28 de maio de 2001, os termómetros voltaram a atingir este valor em Elvas.

Segundo informou Sandra Correia, meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, em declarações à agência Lusa, foi emitido alerta amarelo para os distritos de Portalegre, Évora e Beja entre as 0h de terça-feira e as 23h59 de quarta-feira.

Preveem-se riscos de incêndio elevados muito elevados na região Sul, em especial no Algarve, alerta a Autoridade Nacional da Proteção Civil.

Entre quinta e sexta-feira, as temperaturas vão sofrer um recuo, contudo, voltarão a subir no próximo fim de semana

Segundo a Direção Geral de Saúde, em 2010 foi estimado um excesso de mortalidade nos períodos de calor intenso de 2.167 óbitos. Há dois anos atrás, o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) registou um excesso de mortalidade de 1.684 óbitos.

Termos relacionados Sociedade
(...)