You are here

Projetos do Banco Mundial desalojaram 3.4 milhões de pessoas

O Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação revela a outra face dos megaprojetos de infraestruturas financiados na última década pelo Banco Mundial e como eles afetam as populações mais pobres do planeta.
Foto Curt Carnemark / Banco Mundial / Flickr

Na última década, 3.4 milhões de pessoas foram desalojadas por causa de projetos financiados pelo Banco Mundial. A conclusão é da investigação jornalística do Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação, em que participaram mais de 50 jornalistas de 21 países nos últimos 11 meses. Um trabalho que envolveu a análise de milhares de documentos do Banco Mundial e entrevistas a centenas de pessoas em 14 países - Alb|ania, Brasil, Etiópia, Honduras, Gana, Guatemala, Índia, Quénia, Kosovo, Nigéria, Peru, Sérvia, Sudão do Sul e Uganda.

As notícias acusam o Banco Mundial de não cumprir as suas próprias diretivas que falam da proteção das populações afetadas pelos projetos que desenvolve. Por exemplo, no caso da Etiópia, as autoridades desviaram milhões de dólares de um projeto de apoio à Saúde e Educação, apoiado pelo Banco Mundial, para financiarem despejos em massa. Vários testemunhos denunciaram casos de agressões e violações cometidos por militares neste projeto do governo e as denúncias são corroboradas por antigos responsáveis por colocar em marcha a missão de realojar dois milhões de pessoas em novas cidades construídas pelo poder central.

Outro caso de despejo violento aconteceu no bairro de lata de Badia East, na capital nigeriana, onde em 2013 a polícia entrou sem aviso, acompanhada de retroescavadoras para arrasar as casas da população. O Banco Mundial chama-lhes casos de "realojamento involuntário" e a estimativa de 3.4 milhões de pessoas forçadas a deixar as suas casas e terras pode pecar por defeito.

Quase todas as pessoas que viram as suas vidas destruídas com estes projetos vivem em África ou no Vietname, China e Índia. Entre 2004 e 2013, o Banco Mundial e o seu braço para o financiamento ao setor privado - Internacional Finance Corp. - comprometeram-se com empréstimos no valor de cerca de 425 mil milhões de euros para financiar cerca de 7200 projetos em países em desenvolvimento.

Termos relacionados Internacional
(...)