You are here

Solidariedade com as vítimas do terrorismo na abertura do FSM em Tunes

Milhares de pessoas participaram na manifestação de abertura do Fórum Social Mundial, em Tunes, que terminou junto ao Museu Bardo, o local do ataque terrorista da semana passada.
Apesar da chuva, milhares de pessoas manifestaram-se no centro de Tunes pela justiça social e em solidariedade com as vítimas do terrorismo. Foto Fórum Social Mundial

Esta terça-feira arrancou o Fórum Social Mundial na capital tunisina, com os organizadores a confirmarem a presença de todas as delegações previstas, vindas de mais de 100 países. Até ao próximo domingo, Tunes acolhe mais de mil atividades, debates e encontros dos movimentos sociais de todo o mundo. São esperadas cerca de 60 mil pessoas nas atividades do Fórum durante os próximos dias.

A marcha de abertura decorreu sob forte chuva, o que não afastou a presença de milhares de pessoas — 20 mil, segundo a polícia. O lema da convocatória era “Povos do Mundo Unidos pela Liberdade, Igualdade, Justiça Social e Paz. Em Solidariedade com o Povo Tunisino e todas as Vítimas de Terrorismo e contra todas as formas de opressão”. Durante o percurso, que terminou junto ao Museu Bardo, ouviram-se slogans contra o terrorismo e de solidariedade com as vítimas do ataque da semana passada, que fez 22 mortos e dezenas de feridos, reivindicado em seguida pelo Estado Islâmico.  

O primeiro-ministro grego enviou uma mensagem de saudação ao FSM, onde defende que “a nossa responsabilidade comum de construir outra perspetiva para o mundo é muito maior agora, num tempo em que o fanatismo, a violência e a regressão social aparecem como alternativas ante a força ameaçadora dos mercados”. Alexis Tsipras voltou a defender uma mudança política na Europa e garantiu que “a frente que irá enfrentar o atual equilíbrio de poder na Europa já está a ser formada e cada dia fica mais forte”.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)