You are here

Esquerda alemã defende pagamento de reparações de guerra à Grécia

O líder parlamentar do Die Linke, maior partido da oposição alemão, defendeu esta segunda-feira que Berlim liquide as suas dívidas pela ocupação nazi à Grécia.
Na opinião de Gregor Gysi, é “injusto” que o governo alemão se recuse a falar com as autoridades gregas sobre um empréstimo que nunca foi pago.

O líder parlamentar do Die Linke, Gregor Gisy, entende que a Grécia tem direito a receber reparações de guerra por parte da Alemanha, como reivindica o executivo liderado por Alexis Tsipras. O deputado estima que o valor das indemnizações pode atingir os 11 mil milhões de euros.

Numa entrevista ao jornal "Leipziger Volkszeitung", Gysi reconhece o direito de Atenas em ser indemnizada como vítima da ocupação nazi e que no “mínimo se deve discutir o assunto” e não dar o caso como encerrado, como tem feito o governo de Merkel.

Gysi refere-se concretamente ao empréstimo de 476 milhões de marcos que o Banco da Grécia foi forçado a conceder ao III Reich durante a ocupação.

Segundo os seus cálculos, coincidentes com os de Atenas, o valor desse empréstimo fixa-se hoje entre os 8 mil milhões e os 11 mil milhões de euros.

Na sua opinião, é “injusto” que o governo alemão se recuse a falar com as autoridades gregas sobre um empréstimo que nunca foi pago.

“Como é que podemos esperar que a Grécia pague empréstimo que recebeu se nós não pagamos o nosso?”, questionou.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)