You are here

Parlamento chinês: 200 ricos, 36 multimilionários e o 3º homem mais rico do país

A Assembleia Nacional Popular tem 2987 membros, 70% dos quais são do Partido Comunista Chinês, e é, segundo a constituição, o “supremo órgão do poder de Estado" na China”.
Constitucionalmente, a Assembleia Nacional Popular chinesa é o "supremo órgão do poder de Estado" na China.

2987 deputados vindos de todas as províncias da China estão reunidos desde quinta-feira em Pequim, numa conjuntura político-social marcada pelo combate à corrupção, o abrandamento económico e a crescente preocupação acerca do ambiente.

A reunião assinala o início da sessão anual da Assembleia Nacional Popular chinesa (parlamento), que decorre durante dez dias no Grande Palácio do Povo, no centro de Pequim, e cuja agenda inclui o debate e a aprovação do relatório do governo e da proposta do orçamento de Estado para 2015.

Centenas de bandeiras vermelhas de seda ornamentam o Grande Palácio do Povo e todos os outros edifícios em torno da Praça Tiananmen, assinalando o "mais importante acontecimento do calendário político chinês" entre os congressos do Partido Comunista, que se realizam de cinco em cinco anos.

Constitucionalmente, a Assembleia Nacional Popular chinesa é o "supremo órgão do poder de Estado" na China.

Cerca de 70% dos 2987 deputados, entre os quais alguns dos empresários mais ricos da China, são membros do Partido Comunista Chinês. Segundo dados da imprensa chinesa, 200 das personalidades mais ricas do país figuram na lista de deputados. Destas, adianta a Forbes, 36 são multimilionárias, entre elas, Li Hejun, o terceiro homem mais rico da China.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)