You are here

Breves

Arábia Saudita executou 39 pessoas desde o início do ano

A Amnistia Internacional denuncia a aplicação da pena de morte na Arábia Saudita, a um ritmo sem precedentes. Nesta quinta-feira, foi executada a 39ª pessoa desde o início do ano. A Amnistia lembra também o caso do blogger Raif Badawi, condenado a 1.000 chicotadas e 10 anos de prisão e aponta outros factos brutais no reino saudita.