You are here

Varoufakis ao Charlie Hebdo: Atacar o Syriza só “beneficiará fanáticos, racistas e nacionalistas”

Em entrevista ao jornal satírico francês, o ministro das Finanças grego Yanis Varoufakis alerta os líderes europeus que “abater governos progressistas” como o do Syriza contribuirá para o avanço das forças racistas e xenófobas na Europa.

Numa entrevista publicada esta segunda-feira – na segunda edição do Charlie Hebdo desde o ataque de 7 de janeiro – Yanis Varoufakis defende que “aqueles que alimentam o ódio" serão os únicos a beneficiar se os líderes europeus continuarem a atacar o novo governo grego.

Se continuarem a "asfixiar” o povo grego e a “levá-lo ao desespero”, os únicos que beneficiarão serão “os fanáticos, racistas, nacionalistas e aqueles que alimentam o ódio", frisa o ministro das Finanças grego.

"O que digo aos outros governos é isto: se acham que é do vosso interesse abater governos progressistas como o nosso, apenas alguns dias após as eleições, então podem esperar o pior", sublinha, referindo-se ao avanço das forças racistas e xenófobas na Europa.

O número desta quarta-feira do jornal satírico francês ostenta na capa um cão com o Charlie Hebdo na boca a fugir de uma matilha de cães enraivecidos a evocarem as figuras de Marine Le Pen, do Papa Francisco, de Nicolas Sarkozy, de um banqueiro e de um jihadista, entre outros. No meio surge um microfone do canal televisivo BFM TV. Na legenda lê-se: “Aqui vamos nós outra vez”. A tiragem é de 2,5 milhões de exemplares.

Termos relacionados Internacional
(...)