You are here

“Reunião do Eurogrupo será boa altura para Juncker fazer mea culpa”

Se Juncker diz que pecou contra a dignidade dos povos vítimas da troika, então deve tirar consequências já na reunião do Eurogrupo desta sexta-feira que discute a extensão do empréstimo à Grécia, defendeu Marisa Matias.
Foto GUE/NGL.

“Se o senhor Juncker entende que as instituições europeias pecaram contra a dignidade dos povos então está numa excelente posição para alterar esse rumo das coisas”, disse a eurodeputada do Bloco de Esquerda à agência Lusa.

Na véspera, o presidente da Comissão Europeia tinha afirmado que falta legitimidade à troika para negociar com governos e que devia ser repensada a sua existência. Para Marisa Matias, há um “bom caminho para fazer o mea culpa”: “Há amanhã uma reunião do Eurogrupo onde esses sinais se podem transformar em ações”, defendeu a eurodeputada do Bloco, referindo-se à reunião dos ministros das Finanças da zona euro que irá discutir o pedido de extensão do empréstimo formulado pelo governo grego.

Para Marisa Matias, a prova de que a troika atentou contra a dignidade do povo português e grego está espelhada na perda de um milhão de postos de trabalho na Grécia e meio milhão em Portugal. “Houve nos dois países o aumento da pobreza infantil, da pobreza em geral, da desigualdade social, assistimos ao aumento do desemprego enorme e à destruição da economia”, lamentou Marisa Matias.

Para além da devastação social, o resultado das políticas da troika saldou-se pelo aumento da dívida dos dois países, hoje em situação mais insustentável do que antes da assinatura dos respetivos memorandos.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)