You are here

Mikis Theodorakis: Um momento de orgulho nacional

O mais famoso compositor grego, autor de óperas, cantatas e oratórios, hinos, bandas sonoras de filmes como “Zorba o Grego”, “Z”, “Estado de Sítio”, entre muitos outros, afirma que os “nãos” ditos por Tsipras e Varoufakis ao “holandês de óculos” provocaram “um milagre”.
Mikis Theodorakis: "nunca consegui convencer-me a gostar do holandês de óculos".
Mikis Theodorakis: "nunca consegui convencer-me a gostar do holandês de óculos".

Mikis Theodorakis, compositor grego aclamado internacionalmente, dá a sua opinião, através de um post no seu site pessoal, sobre os últimos acontecimentos na Grécia, dos quais o epicentro é a reunião entre o ministro grego das Finanças, Yanis Varoufakis, e o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem.

O post é o seguinte:

O Eurogrupo e o seu presidente são imagens que me torturam. Passei por tanta coisa, devido ao Destino de ter nascido grego, e, como grego, tive não só de aguentar os caprichos dos poderosos, mas também de baixar a cabeça e até aprender a amá-los! Mas nunca consegui convencer-me a gostar do holandês de óculos.

Eis que ele chega, como um patrão arrogante, para repreender uma nação merecedora de riso e de lágrimas, uma nação que levantou a cabeça, esquecendo que é composta de cidadãos europeus de segunda classe; eis que chega o Eurogrupo e o seu presidente, o sr. Jeroen Dijsselbloem.

Tsipras e Varoufakis, com uma rara calma e frieza, disseram-lhe dois “nãos” que o enraiveceram ao ponto de esquecer o seu papel de “nobre europeu” 

E então acontece o milagre, como aqueles esquecidos nas profundezas da minha memória. Dois representantes deste povo de segunda classe, Tsipras e Varoufakis, com uma rara calma e frieza, disseram-lhe dois “nãos” que o enraiveceram ao ponto de esquecer o seu papel de “nobre europeu” – levando-o a levantar-se abruptamente, à procura da saída mais próxima.

É neste ponto que tudo se esquece. Voltamos a ser gregos maravilhosos. Ficamos mais altos. Como e por que aconteceu, e onde nos vai levar são detalhes para os gregos que viveram e sobreviveram com simbolismo. E considero que é cobardia dar atenção a trivialidades num momento de orgulho nacional.

Traduzido do inglês do Greek Reporter.

Tradução de Luis Leiria para o Esquerda.net

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)