You are here

Protesto contra a privatização da TAP

Centenas de pessoas concentraram-se na tarde deste sábado para protestar contra a privatização da TAP. A ação foi convocada pelo movimento “Não TAP os olhos”, que prosseguirá a sua ação com a recolha de assinaturas para pedir um referendo à privatização da TAP. O líder parlamentar do Bloco de Esquerda participou na manifestação.

O movimento “Não TAP os olhos”, liderado pelo cineasta António Pedro Vasconcelos, convocou para este sábado, 31 de janeiro, uma concentração no aeroporto de Lisboa contra a privatização da transportadora aérea nacional (aceda à página do movimento NTO no facebook).

À concentração aderiu a comissão de trabalhadores da TAP e na primeira fila estiveram trabalhadores da TAP e da Groundforce.

À agência Lusa, António Pedro Vasconcelos declarou “temos aqui uma mobilização que pode servir de exemplo para demonstrar que a democracia não se esgota no voto”.

O cineasta salientou que o movimento “Não TAP os olhos” vai prosseguir com a recolha de 75.000 assinaturas para pedir um referendo à privatização da TAP, a partir de segunda-feira.

No protesto estiveram também o professor Boaventura Sousa Santos, o secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, o líder parlamentar do Bloco de Esquerda, Pedro Filipe Soares, e as deputadas bloquistas Helena Pinto, Mariana Aiveca e Mariana Mortágua.

Atualizado às 19.45 h de 31 de janeiro de 2015

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Sociedade
Comentários (1)