You are here

Mais de 2.000 enfermeiros pediram para emigrar em 2014

A Ordem dos Enfermeiros revelou que 2.082 enfermeiros pediram para emigrar em 2014. Uma média de 5,7 por dia, sendo a maioria da região sul de Portugal.
Foto de Paulete Matos

A Ordem dos Enfermeiros (OE) deu a conhecer neste sábado, 3 de janeiro de 2015, que 2.082 pediram a “Declaração das Diretivas Comunitárias” para trabalhar no estrangeiro.

O número de pedidos cresceu desde 2010, atingindo em 2013 o pico de 2.516. Em 2014 o número de pedidos voltou a ser superior a 2.000, baixando 17,3% em relação a 2013.

Segundo a OE, “a Europa é o destino escolhido pela esmagadora maioria dos enfermeiros que decidiram emigrar”, sendo os países de destino, preferencialmente e por ordem, a Inglaterra, a França, a Bélgica, a Alemanha, a Suíça e a Irlanda.

Por regiões os pedidos em 2014 foram 1.009 do sul, 617 do centro, 345 do norte, 82 da Madeira e 29 dos Açores.

A OE destaca que a maior parte das enfermeiras e dos enfermeiros que emigram “são profissionais em início de carreira, já com alguma experiência. Mas também tem optado pelo estrangeiro um número substancial de enfermeiros na faixa etária dos 30/40 anos, muitos dos quais altamente especializados”.

Termos relacionados Sociedade
(...)