“Passos Coelho usa meias verdades para vender uma grande mentira”

26 de December 2014 - 11:33

Marisa Matias criticou a mensagem de Natal do primeiro-ministro e apontou que 2015 será um ano sem nuvens negras se “conseguirmos afastar a maior nuvem negra deste país que é a da austeridade, encabeçada por este Governo PSD/CDS”.

PARTILHAR
“O mais positivo da última mensagem de Natal do primeiro-ministro é que foi a última mensagem de Natal do primeiro-ministro”, afirmou Marisa Matias

A eurodeputada do Bloco de Esquerda, Marisa Matias, começou por sublinhar ironicamente, em reação à mensagem de Natal de Passos Coelho: “O mais positivo da última mensagem de Natal do primeiro-ministro é que foi a última mensagem de Natal do primeiro-ministro”.

“Todos nós gostaríamos de viver no país descrito por Pedro Passos Coelho. Se alguém souber onde fica esse país, nós também gostaríamos de saber. É pena que o primeiro-ministro tenha falado dele, mas não tenha indicado onde fica. Passos Coelho utilizou o recurso a meias verdades para continuar a vender-nos uma grande mentira”, sublinhou Marisa Matias.

A eurodeputada bloquista denunciou que uma das “meias verdades” foi o facto de Passos Coelho ter dito que Portugal “vai começar a ver o aumento do poder de compra das famílias em 2015 e que isso é ilustrado pela reforma do IRS [Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares]”. Marisa Matias salientou então que “neste mesmo ano de 2015, 300 milhões de euros serão retirados dos abonos de família”.

A eurodeputada bloquista contestou também a criação de postos de trabalho referidas por Passos Coelho, destacando que “houve muito mais destruição de postos de trabalho do que criação” e que “houve 130.000 portugueses que tiveram de abandonar o país a cada ano que passou desde que este Governo está em exercício”.

Marisa Matias apontou ainda que, ao contrário do que disse Passos Coelho, “a 'troika' não saiu, a austeridade continua e a prova disso é que nem a Comissão Europeia reconhece o esforço que foi feito porque nenhuma das metas foi cumprida”.

Por fim, Marisa Matias questionou e respondeu: “Se 2015 vai ser um ano sem nuvens negras? Eu diria que sim, no caso de conseguirmos afastar a maior nuvem negra deste país que é a da austeridade, encabeçada por este Governo PSD/CDS”.