You are here

Atraso no fecho de Guantánamo provoca demissão

O enviado dos EUA para negociar as transferências de prisioneiros em Guantánamo demitiu-se com críticas aos obstáculos criados pelo Pentágono.
Cliff Sloan deixou o cargo de enviado da Casa Branca para negociar as transferências de prisioneiros de Guantánamo.

Cliff Sloan apresentou a demissão e deixou clara numa entrevista a sua frustração pelo arrastar dos processos de libertação dos prisioneiros. Apesar de haver luz verde para serem transferidos de Guantánamo, o Departamento de Defesa dos EUA tem colocado obstáculos que atrasam o processo.

Segundo o New York Times, o Pentágono alega que alguns desses prisioneiros podem regressar aos combates contra as tropas norte-americanas. O responsável pela Defesa, Chuck Hagel, sempre afirmou que não iria apressar as libertações, e acacbou por ser substituído no cargo pelo presidente Obama.

O encerramento de Guantánamo foi uma das promessas eleitorais do presidente dos EUA, mas o ritmo lento das libertações e transferências tem comprometido essa promessa e 132 pessoas continuam detidas naquela base militar.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)