You are here

Greve encerra Metro de Lisboa a partir das 23h15 deste domingo

Administração do Metropolitano de Lisboa prevê a suspensão do serviço de transporte entre as 23h15 de dia 21 de dezembro e as 6h30 de dia 23 de dezembro. Trabalhadores lutam pela “defesa do serviço público da empresa” e pela “resolução dos diversos problemas sociolaborais existentes”.
Foto de Paulete Matos.

Este domingo, o Metropolitano de Lisboa vai encerrar às 23h15 devido à paralisação convocada para segunda-feira por várias organizações sindicais, entre as quais a Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans).

A greve abrange todos os trabalhadores e trabalhadoras do Metropolitano de Lisboa (ML), “em defesa do serviço público da empresa” e pela “resolução dos diversos problemas sociolaborais existentes”.

Os trabalhadores do ML têm vindo a demonstrar que “não baixam os braços em defesa de um serviço público de qualidade e seguro ao serviço dos utentes”, alertando que o mesmo “está a ser posto em causa com o aumento brutal dos preços (desde 2009 aumentaram 70%), com a redução da frequência de comboios, que aumenta o tempo de espera e com a redução do investimento que pode vir a por em causa a segurança”.

O governo quer transformar um serviço público de todos, num instrumento de gerar lucros só para alguns”, acusa a Fectrans, sublinhando que a entrega da operação da empresa aos privados garantirá “uma receita à custa do erário público que continuará a pagar, caro, os resultados de uma política criminosa na empresa, que só na especulação financeira custou mais de mil milhões de euros”.

Termos relacionados Sociedade
(...)