You are here

Mariana Mortágua

Deputada. Dirigente do Bloco de Esquerda. Economista.

Artigos do Autor(a)

2022/03/03 - 4:06pm

Ainda sou do tempo em que, com a Direita no Governo e João Cotrim de Figueiredo no Instituto do Turismo, se dedicavam recursos do Turismo de Portugal à promoção e venda de vistos gold a milionários russos. E mesmo agora, o Governo português não divulga os seus nomes, nem suspende os vistos.

2022/02/23 - 10:44pm

A investigação agora divulgada, chamada Swiss Secrets, vem completar o cadastro do Crédit Suisse, que surge como abrigo financeiro de ditadores, corruptos, traficantes e cleptocratas.

2022/02/16 - 10:25am

Como sempre, há muito em jogo, nesta guerra económica e de influências a nível mundial. A Ucrânia é o pretexto e o seu povo é a última preocupação.

2022/02/09 - 1:58pm

Numa operação-relâmpago, o Banco de Fomento disponibilizou 250 milhões de euros do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para fundos de investimento como aqueles que a C2 (a empresa de Gaioso Ribeiro, ex-vice de Luís Filipe Vieira) cria e gere.

2022/02/01 - 12:12pm

Maioria absoluta para o PS, uma derrota para os partidos à sua esquerda, e uma direita minoritária e radicalizada. É este o resumo de uma noite eleitoral difícil para o meu partido, o Bloco de Esquerda.

2022/01/28 - 11:59am

Aqui chegamos com a direita mais ou menos liberal, de braço dado com a extrema-direita, com o mesmo objetivo: entregar Portugal a uma oligarquia económica, libertar os milionários e reinstaurar o feudalismo nas relações laborais.

2021/12/30 - 10:36pm

Foi em nome dos "abusos" que Rio e Chega se uniram nos Açores para cortar a eito o rendimento social de inserção. A região tem a taxa de pobreza mais elevada do país (32%), o apoio mensal médio é de 86 euros e serve sobretudo mulheres e famílias numerosas.

2021/12/23 - 2:40pm

A maioria absoluta é a obsessão de Costa e foi com os olhos nela que recusou negociar o Orçamento e provocou eleições. Uma coisa é certa, um novo ciclo depende do reforço da Esquerda, capaz de medidas concretas para defender as pessoas, os serviços públicos e o clima.

2021/12/17 - 11:17am

A estratégia de fuga, assim como as contas e empresas de fachada que quase deram a João Rendeiro a impunidade, não se fizeram sozinhas. Foram necessários consultores e advogados, que desenharam os esquemas offshore.

2021/12/08 - 10:57am

Contra os apelos da OMS e das Nações Unidas, os países mais ricos do Mundo impediram o levantamento das patentes. Nesse grupo esteve sempre a União Europeia, com o apoio do Governo português, protegendo os interesses das farmacêuticas em vez da população mundial.

Pages