You are here

Nova ministra assume num governo a desfazer-se

Para Cecília Honório, do Bloco de Esquerda, Anabela Rodrigues terá em mãos dossiers de uma enorme complexidade, num executivo que tem a credibilidade em causa.
A nova ministra Anabela Rodrigues. Foto de JOÃO RELVAS/LUSA
A nova ministra Anabela Rodrigues. Foto de JOÃO RELVAS/LUSA

O primeiro-ministro Passos Coelho anunciou esta terça-feira a nomeação de Anabela Rodrigues para o Ministério da Administração em substituição de Miguel Macedo, que se demitiu devido ao escândalo dos vistos gold.

Antiga diretora do Centro de Estudos Judiciários, Anabela Maria Pinto de Miranda Rodrigues, independente, de 60 anos, é professora catedrática da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, que dirigiu entre 2011 e 2013, e vai ser a primeira mulher a estar à frente do Ministério da Administração Interna.

Credibilidade em causa

Para a deputada Cecília Honório, do Bloco do Esquerda, Anabela Rodrigues assume o cargo num governo que neste momento está a desfazer-se e tem a sua credibilidade em causa, salientando que a nova ministra terá em mãos dossiers "de uma enorme complexidade".

"A Administração Interna tem um orçamento fortemente condicionado, as condições laborais das forças de segurança, o horário de trabalho, as negociações dos estatutos profissionais, são matérias muito delicadas que estavam em curso e são de uma enorme exigência. E o Bloco de Esquerda cá estará para fazer essa avaliação política", assegurou.

A tomada de posse vai realizar-se quarta-feira às 12:00, no Palácio de Belém.  

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Política
(...)