You are here

Empresa de Isabel dos Santos, que lançou OPA sobre a PT, foi constituída há 3 dias

A Terra Peregrin, empresa que a filha de José Eduardo dos Santos usou para lançar a OPA à PT SGPS, foi criada no dia 7 de novembro de 2014 (há 3 dias) e tem um capital social de 51 mil euros.
Foto de André Luís.

A edição desta segunda-feira do Jornal de Negócios revela que Terra Peregrin, que lançou uma OPA sobre a PT, foi constituída na passada sexta-feira, poucos dias antes de ter anunciado a pretensão pública de aquisição da empresa portuguesa.

A empresa é uma sociedade gestora de participações sociais, constituída em Portugal, a 7 de novembro, possuindo dois administradores Isabel dos Santos e Mário Leite, o homem forte da filha do Presidente de Angola para os negócios em Portugal.

O mais curioso é que a Terra Peregrin detém um capital social de apenas 51 mil euros, quando ofereceu 1,21 mil milhões de euros pela Portugal Telecom, 1,35 euros por ação.

Para que a OPA seja considerada bem-sucedida, a empresa de Isabel dos Santos terá de adquirir pelo menos 50,01% das ações e dos direitos de voto correspondentes ao capital social da PT SGPS.

O intermediário financeiro da operação é a Caixa – Banco de Investimento.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Sociedade
(...)