You are here

A eurodeputada Marisa Matias nunca auferiu outro rendimento além do salário

Marisa Matias foi eleita, nesta segunda-feira, presidente da delegação do Parlamento Europeu para as relações com o Maxereque. Entretanto, o Bloco de Esquerda esclarece, em nota de imprensa sobre o relatório da ONG Transparency, que a eurodeputada nunca auferiu qualquer outro rendimento, quer durante o mandato anterior, quer no presente, além do seu salário.

Marisa Matias foi eleita, por aclamação, presidente da delegação do Parlamento Europeu para as relações com o Maxereque, que inclui o Egito, a Jordânia, a Síria e o Líbano.

A eurodeputada do Bloco de Esquerda, que desempenhou no mandato anterior as funções de vice-presidente desta mesma delegação, agradeceu aos colegas a confiança depositada e afirmou que iria procurar representar o Parlamento Europeu nesta região o melhor que sabia e podia.

"Os desafios políticos da região estão na ordem do dia e questões como a ameaça do ISIS (Estado Islâmico) ou o número crescente de refugiados resultantes dos conflitos na região estarão no centro da agenda da delegação", afirmou Marisa Matias no final da reunião.

Entretanto, o Bloco de Esquerda distribuiu a seguinte nota de imprensa:

NOTA sobre o relatório da ONG Transparency

Na sequência de vários contactos de órgãos de comunicação social, sobre um relatório internacional da ONG Transparency, de acordo com o qual a eurodeputada Marisa Matias teria auferido rendimentos além do seu salário do Parlamento Europeu, gostaríamos de esclarecer que tais alegações não correspondem à verdade.

A eurodeputada Marisa Matias nunca auferiu qualquer outro rendimento, quer durante o mandato anterior, quer no presente, além do seu salário. Todo o trabalho realizado fora do âmbito do seu trabalho parlamentar não foi remunerado. Tendo inclusivamente abandonado o lugar de Investigadora do Centro de Estudos Sociais (CES), por efetivamente não exercer esse trabalho, e, frisamos mais uma vez, quando o exerceu após ter sido eleita foi sempre a título não remunerado. Todas as atividades exercidas pela eurodeputada são públicas e acessíveis através do sítio web do Parlamento Europeu - http://www.europarl.europa.eu/mepdif/96820_DFI_rev0_PT.pdf

Termos relacionados Política
(...)