You are here

Israel gasta 60 milhões de dólares por dia em ataques contra Gaza

Os mais de 2 mil palestinianos mortos desde a ofensiva contra Gaza custaram ao governo israelita mais do que os gastos da operação contra o Líbano, em 2006. Pelo Diário Liberdade.
Ofensiva em Gaza já custou mais ao Exército de Israel que a do Líbano
Ofensiva em Gaza já custou mais ao Exército de Israel que a do Líbano

De acordo com especialistas, a atual investida de Israel está a tornar-se o seu maior investimento bélico dos últimos 10 anos.

O Ministério de Defesa israelita afirma que na última quarta-feira o custo total desta campanha militar contra Gaza superou 2.500 milhões de dólares e, aparentemente longe de terminar o banho de sangue, já superou os gastos da operação contra o Líbano, em 2006.

Apenas para os cerca de 60 mil reservistas recrutados desde o início dos ataques, as compensações financeiras custam 8,6 milhões de dólares por dia aos cofres públicos israelitas.

Em reportagem publicada no mexicano La Jornada em julho e traduzida pelo Diário Liberdade, o jornalista David Brooks disserta sobre o grande apoio que Israel recebe do governo dos EUA.

No ano fiscal de 2014, o Congresso dos EUA aprovou uma ajuda militar de 3.100 milhões de dólares para o seu aliado. E para o ano de 2015, "o governo de Barack Obama está a solicitar (mais) 3.100 milhões de dólares em ajuda militar", escreve Brooks.

Quando ainda era presidente dos EUA, George W. Bush acordou com Israel, em 2007, um pacote de 30.000 milhões de dólares em ajuda militar durante 10 anos.

Uma das maiores forças armadas do mundo, e patrocinado pelos EUA, o Exército de Israel pediu ao seu governo 2.660 milhões de dólares a mais para 2015, mesmo com o gasto militar já sendo alvo de críticas anteriores, o que elevou o seu orçamento anual para mais de 17.400 milhões de dólares, revelou o diário Haaretz.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)