You are here

"Concessão dos transportes públicos só é vantajosa para os privados"

O coordenador do Bloco marcou presença no protesto dos trabalhadores contra a concessão a privados do Metro do Porto da STCP e defendeu que processos semelhantes já provaram que os utentes não têm "vantagem nenhuma".
Governo quer concessionar a privados a STCP e o Metro do Porto. Foto Manuel Jorge Marques/Flickr

A decisão do Governo de entregar a privados o serviço de transportes de passageiros no Porto tem merecido a oposição dos trabalhadores da empresa, que vêem nela "mais um passo no caminho de destruição da STCP". A Comissão de Trabalhadores acusa o Governo de promover o encerramento de linhas e a diminuição de autocarros em circulação, ao mesmo tempo que "os passageiros pagam bilhetes mais caros e os contribuintes pagam cada vez mais impostos ao Estado".

“Com o silêncio e cumplicidade da Câmara Municipal do Porto, e o negócio só é vantajoso para os privados que vão ficar com a concessão” das duas transportadoras, porque a população não tem “nenhuma” vantagem.

Para João Semedo, as experiências de concessão de transportes públicos ao setor privado " têm-se traduzido numa perda de qualidade e aumento do seu preço”, razão pela qual esteve no protesto a defender a mobilização de trabalhadores e utentes no sentido de travar o processo.

“Há várias decisões que têm sido travadas. Não há nenhuma razão para não acreditar que também esta pode ser travada. É esse o apelo do BE a todos os autarcas, trabalhadores e população, para que em conjunto se faça força para que o Governo recue nesta decisão de privatizar os transportes públicos do Porto”, disse o coordenador do Bloco, citado pela agência Lusa.

“Neste caso concreto”, acrescentou Semedo, “com o silêncio e cumplicidade da Câmara Municipal do Porto, e o negócio só é vantajoso para os privados que vão ficar com a concessão” das duas transportadoras, porque a população não tem “nenhuma” vantagem.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Política
(...)