You are here

Protesto contra “esse Passos Coelho” e “Grândola, Vila Morena” marcam festival de verão

Os norte-americanos The Last Internationale incitaram esta sexta-feira o público presente no Alive a “protestar” e a cantarem um excerto de “Grândola, Vila Morena” em protesto contra “esse Passos Coelho”, durante o concerto da banda, no Passeio Marítimo de Algés em Oeiras.
“Vamos protestar, fazer barulho contra esse Passos Coelho", disse Edgey Pires, misturando insultos, em português e inglês, durante a atuação da banda, que arrancou pelas 19:10.

“Vamos protestar, fazer barulho contra esse Passos Coelho", disse Edgey Pires, misturando insultos, em português e inglês, durante a atuação da banda, que arrancou pelas 19:10.

Antes de Edgey Pires se dirigir ao público, a vocalista, Delila Paz, explicou que, em palco, estavam dois descendentes de portugueses: o guitarrista e o baixista.

A banda The Last Internationale é composta por Delila Paz, Edgey Pires e Brad Wilk, também baterista dos Rage Against the Machine, mas em palco apresentam-se acompanhados também de um baixista.

No concerto, ouviu-se ainda um excerto de “Grândola, Vila Morena”, tema de Zeca Afonso, cantado a cappella. Para terminar, a banda escolheu um tema “sobre o Maio de 1968”.

Uma busca na internet permite apurar que Edgey Pires é neto de portugueses de Arcos de Valdevez.

THE LAST INTERNATIONALE @ NOS ALIVE (Palco NOS 11/07/2014)

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Cultura
(...)