You are here

Miguel Guedes

Músico e jurista. Escreve com a grafia anterior ao acordo ortográfico de 1990.

Artigos do Autor(a)

2021/10/10 - 2:17pm

O episcopado francês demonstrou "vergonha" e pediu "perdão" às mais de 300 000 vítimas de pedofilia. Mais do que um acto de humildade e reconhecimento do erro perante o outro, pedir desculpa ou perdão é um acerto com a História.

2021/10/03 - 12:23pm

João Rendeiro foi um banqueiro sem escrúpulos, um dos principais responsáveis pela falência do nosso sistema bancário, lesando-o em 450 milhões de euros com a falência do Banco Privado Português (BPP), arrastando para a desgraça milhares de pessoas e uma economia inteira.

2021/09/12 - 11:14am

Cada vez mais longe de ganhar nas urnas, Bolsonaro tenta conquistar pela mobilização nas ruas e não hesita em extremar a clivagem na sociedade brasileira, conduzindo-a para um ponto sem retorno.

2021/09/04 - 9:15pm

Biden conseguiu hipotecar - de uma assentada - a confiança dos seus aliados, a lealdade dos seus serviços secretos e o respeito, à escala internacional, das potências rivais. Escolheu sair, e bem, de uma guerra que se eternizava.

2021/08/31 - 10:31am

A Igreja Católica precisa de acompanhamento espiritual. Algumas vezes, mesmo quando está em causa o respeito pela humanidade, a Igreja Católica falha a aparecer do lado certo do combate.

2021/08/27 - 2:47pm

Recomendaria o bom senso que qualquer medida de saúde pública que procurasse salvaguardar o equilíbrio da alimentação das crianças e adolescentes nas escolas fosse recebida com um aplauso unânime.

2021/08/17 - 9:44pm

Quando o assunto é saúde pública e pandemia, conviria o maior recato e prudência. Infelizmente, a comunicação do "dossier" da vacinação de crianças e adolescentes entre os 12 e os 15 anos foi um desastre de coordenação entre o poder político e a esfera técnica da saúde.

2021/08/11 - 9:10pm

A Groundforce dedicou-se a ser uma empresa de "handling" de pressão, intolerável, sobre os seus 2400 trabalhadores, perita em "bullying", utilizando os trabalhadores como plataforma de pressão.

2021/08/03 - 4:02pm

Só o facto de a morte de um capitão de Abril nunca ter merecido essa honra de Estado já deveria encher de luto o luto nacional.

2021/07/21 - 3:48pm

Verdadeiramente ofensivo para a memória do trabalhador que perdeu a vida na A6 é não ter havido um contacto pessoal do ministro com a família nem sequer a (prometida) agilização da pensão de sobrevivência ou de uns cêntimos do Estado.

Pages