You are here

Promotores do manifesto “Emigramos mas não desistimos” apelam ao voto

O manifesto “Emigramos mas não desistimos” já recolheu mais de 500 assinaturas. Os seus promotores destacam que receberam muitas mensagens de familiares de emigrantes e declaram que nas europeias “é preciso fazer a diferença, é preciso votar”, “numa Europa feita para as pessoas e não para os interesses financeiros”, considerando que essa Europa “tem expressão em Alexis Tsipras, candidato à presidência da Comissão Europeia”.

Em comunicado, os promotores do manifesto dizem que “em pouco mais de uma semana” recolheu “mais de quinhentas subscrições vindas de dezasseis países”. Referem que “de França ao Cambodja, passando pelo Brasil e EUA, Equador e África do Sul, são inúmeras as vozes de portugueses que se juntam pelo fim das políticas de austeridade” e destacam que as subscrições “destes emigrantes, de várias idades e profissões, vieram acompanhadas de mensagens de esperança”.

Os promotores salientam também que as famílias se juntaram ao apelo, dando conta que receberam “numerosas mensagens de familiares dos que estão fora Portugal”, “relatos de avós que, já retornados de uma vida no estrangeiro, veem partir os netos”, “de pais que sobrevivem com o apoio dos filhos que emigraram”. “de filhos que há mais de dois anos não se reúnem com os pais”.

É preciso fazer a diferença, é preciso votar”

No comunicado, os promotores do manifesto consideram que nas eleições europeias “é preciso fazer a diferença”, defendem que “os cidadãos portugueses que estão deslocados no estrangeiro podem e devem exercer o seu direito de voto” e reivindicam “que o Ministério dos Negócios Estrangeiros seja célere na divulgação dos locais de voto no estrangeiro, fornecendo antecipadamente todas as informações necessárias ao exercício pleno do direito de voto”.

Alexis Tsipras no Porto”

Os promotores do manifesto consideram que “este voto pode e deve juntar quem acredita numa Europa feita para as pessoas e não para os interesses financeiros, que crie emprego e não a eterna austeridade” e que essa Europa “tem expressão em Alexis Tsipras, candidato à presidência da Comissão Europeia”.

O líder do Syriza intervirá num comício no Porto no Cinema Batalha no próximo sábado 26 de abril, organizado pelo Partido da Esquerda Europeia e apoiado pelo Bloco de Esquerda, onde também intervirá Marisa Matias e que contará também com as atuações musicais de Fred Martins e Uxía.

Página do manifesto Facebook

Petição pública

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Política
(...)