You are here

“Universidade do Algarve tem de se manter como polo de referência de primeira qualidade”

No arranque das jornadas parlamentares, o Grupo Parlamentar bloquista visitou a Universidade do Algarve, tendo-se manifestando preocupado com os seus constrangimentos financeiros e “dificuldades de toda a ordem”, boa parte das quais, segundo Luís Fazenda, transversais às instituições de Ensino Superior por todo o país.
Foto de Paulete Matos

“Neste momento há um ponto de interrogação sobre a viabilidade do Algarve e nós da parte do Bloco de Esquerda queremos dar o sinal de que para nós tem de ser apoiada e manter como polo de referência de primeira qualidade como tem sido”, sublinhou o deputado Luís Fazenda depois de uma visita à instituição.

Fazenda falava em Faro no primeiro de dois dias de jornadas parlamentares do Bloco, que escolheu o Algarve para juntar os seus deputados e também as duas eurodeputadas, Marisa Matias e Alda Sousa.

A Universidade do Algarve, lembrou Luís Fazenda, “não é possível de se juntar a outras” e não tem na região “um universo empresarial muito avançado em que se possa dizer que se apoia no tecido empresarial”, mas é “no entanto um polo de referência no Algarve” e também no país.

“Há toda uma série de dificuldades e o reitor mostrou toda a sua dificuldade em gerir uma situação de absoluta penúria”, advertiu o deputado do Bloco.

Veja aqui a fotogaleria das jornadas parlamentares do Bloco no Algarve.

Artigos relacionados: 

(...)