You are here

Governo de Valência encerra televisão pública

O Governo da região autónoma do País Valenciano decretou o encerramento do canal público da região (RTVV), depois de o tribunal ter anulado o despedimento coletivo de mais de mil trabalhadores. Os trabalhadores da RTVV rejeitam a decisão unilateral do governo e afirmam: “Nem os valencianos, nem os trabalhadores são responsáveis pela má gestão política e económica que afundou este meio de comunicação”.
Trabalhadores da RTVV dão a notícia da decisão do governo de Valência de encerrar a televisão pública

O governo do País Valenciano no Estado espanhol pretendia despedir mais de 1.500 trabalhadores da Ràdio Televisió Valenciana (RTVV). O tribunal considerou nulo o despedimento coletivo, pretendido pelo executivo. O governo do PPCV (Partido Popular da Comunidade Valenciana) decretou então o encerramento unilateral da RTVV.

A notícia foi dada nesta terça-feira no Canal 9 (a televisão pública valenciana), com a presença de trabalhadores, como se pode ver na foto.

Em comunicado, disponível aqui, os trabalhadores afirmam que a sua vontade é trabalhar, “continuar as emissões com total normalidade” e que “independentemente da decisão unilateral do Governo Valenciano” não serão os trabalhadores que encerrarão a empresa.

Os trabalhadores rejeitam a “decisão unilateral” governamental, valorizam o papel da televisão pública valenciana, salientam que “nem os valencianos, nem os trabalhadores são responsáveis pela má gestão política e económica que afundou este meio de comunicação” e consideram a decisão de encerramento “vil” e um “ato de cobardia”.

No documento, é denunciado que “ex-diretores desta empresa estão implicados em casos de corrupção ligados ao caso Gürtel” e que “ex-diretores também estão imputados em casos de abuso sexual a trabalhadores” da RTVV.

Por fim, os trabalhadores da RTVV referem que ninguém lhes comunicou a decisão governamental e afirmam: “Anunciamos que continuaremos a reivindicar os nossos postos de trabalho e o direito de 5 milhões de valencianos a uma rádio e televisões públicas, em valenciano e de qualidade”.

Así ha anunciado su cierre Nou (Canal Nou)

Termos relacionados Internacional
Comentários (2)