You are here

João Camargo

Investigador em Alterações Climáticas. Escreve com a grafia anterior ao acordo ortográfico de 1990

Artigos do Autor(a)

2017/06/08 - 11:56pm

O negacionismo das alterações climáticas ancora-se em duas rochas: a ignorância das ciências naturais e os interesses da mais violenta e poderosa indústria do mundo.

2017/06/03 - 10:25am

Donald Trump, envolvido até ao pescoço em ligações com interesses da oleogarquia russa, decidiu ontem avançar com a saída do Acordo de Paris. Esta saída é uma declaração de guerra à Humanidade.

2017/06/02 - 10:32am

Paris é apenas o último compromisso internacional sobre alterações climáticas destruído pela indústria petrolífera e pelos EUA.

2017/05/21 - 5:42pm

Ao final de mais de três meses de mandato, o multimilionário eleito presidente dos Estados Unidos apresenta uma política errática e inadaptada à histórica política imperialista seguida pelo país desde o século XIX. Artigo de João Camargo.

2017/05/13 - 2:00pm

Em vez de usarem mensageiros, as petrolíferas devem responder pelos seus interesses económicos.

2017/04/14 - 11:06am

O Bloco de Esquerda e o PAN (Pessoas-Animais-Natureza) apresentaram no parlamento uma proposta de lei cujo objetivo é proibir a exploração de combustíveis fósseis - petróleo, gás e carvão - no território nacional.

2017/04/08 - 6:32pm

Foi na véspera do dia das mentiras, a 31 de março, que surgiu no site da Entidade Nacional para o Mercado dos Combustíveis um novo mapa das concessões para prospeção e exploração de petróleo e gás no país.

2017/03/19 - 12:07pm

É preciso ser totalmente claro: quem diz que as empresas petrolíferas estão a fazer prospeção para obter os dados acerca dos recursos geológicos marinhos está a mentir.

2017/03/11 - 11:53am

O governo está inclusivamente à procura de mais investimento com outras concessões para exploração de petróleo e gás.

2017/03/03 - 1:26pm

Hoje é consensual entre a comunidade científica que estuda este tema que as alterações climáticas não só existem como que têm como origem a atividade humana. Esse consenso atraiu alguns setores para o lado da desconfiança e o negacionismo.

Pages