You are here

Bloco/Matosinhos propõe criação de fundo de emergência social

O candidato bloquista à Câmara de Matosinhos, Fernando Queiroz, quer criar um fundo de emergência social para famílias carenciadas, idosos e desempregados que não usufruam de qualquer apoio por parte do Estado.

Segundo explicou Fernando Queiroz à agência Lusa, o fundo de emergência social deve apoiar os agregados que não conseguem, face a situações de carência económica, manter os seus familiares com necessidades específicas, como os idosos sem autonomia e os deficientes profundos, em instituições de acolhimento com as devidas condições.

Esta medida permitiria ainda, tal como avançou o candidato, ajudar as famílias que estão prestes a ficar sem casa porque os seus membros estão desempregados e não têm como pagar a renda ou o empréstimo bancário.

A criação de uma rede pública de equipamentos sociais destinados à terceira idade e à infância, com preços acessíveis, é outra das prioridades da candidatura bloquista. Para além de contribuir para que as famílias não sejam obrigadas a recorrer a estabelecimentos privados, a medida permitiria criar novos postos de trabalho.

"Neste momento, o concelho de Matosinhos tem mais de 20 mil desempregados", lembrou Fernando Queiroz.

O candidato à Câmara Municipal de Matosinhos frisou a convicção do Bloco de que irá eleger, "pelo menos, um vereador".

 


Siga a atividade da candidatura autárquica do Bloco de Esquerda de Matosinhos em:

http://matosinhos.bloco.org/

https://www.facebook.com/pages/Bloco-De-Esquerda-Matosinhos/138929749506420

Termos relacionados Autárquicas 2013, Política
(...)