You are here

Luís Fazenda alerta para perigos da Estrada Nacional 117 em Sintra

O candidato a Sintra do Bloco de Esquerda, Luís Fazenda, alertou para os perigos da Estrada Nacional 117, em Belas, onde há cinco anos morreram duas irmãs, vítimas das cheias.
Bloco marchou na N117 exigindo mais segurança para peões e ciclistas

"A estrada nacional 117 é muito perigosa, há anos que tem vindo a ser prometido e nunca foi realizado um espaço em segurança para os peões e para outras modalidades de mobilidade, como as bicicletas", disse o candidato aos jornalistas.

A candidatura do Bloco visitou a zona entre Queluz e Belas, onde a 18 de fevereiro de 2008 duas mulheres que circulavam numa viatura foram arrastadas pela força das águas para o rio Jamor, tendo uma delas sido retirada da viatura já sem vida, enquanto a outra irmã nunca foi encontrada.

"Estamos aqui a chamar a atenção, a fazer o percurso que milhares de pessoas fazem”, alertando que deve ser resolvido “este problema do acesso entre Queluz e Belas, para que não tenhamos que lamentar mais mortes e outras circunstâncias que possam ser fatais", afirmou.

O também deputado do Bloco adiantou que esta estrada representa "perigo de vida para milhares e milhares de pessoas que todos os dias" ali circulam, uma vez que além de a estrada não apresentar marcas no pavimento, também não existem passeios.

"Aliás, isto parece uma espécie de má imagem e de má memória para Sintra, com construção em lugares errados, ruínas de habitações. Tudo isto precisa de uma reorganização urbana e uma outra qualidade na mobilidade e nos direitos das pessoas", afirmou.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Autárquicas 2013, Política
(...)