You are here

Fukushima: Radioatividade 18 vezes maior que há uma semana

A crise nuclear em Fukushima continua por controlar. Neste domingo, foi anunciado que a radiação em áreas contaminadas é 18 vezes superior ao de há uma semana. Este nível de radiação mataria uma pessoa em quatro horas.
Fukushima: a radiação em áreas contaminadas é 18 vezes superior ao de há uma semana. Este nível de radiação mataria uma pessoa em quatro horas

A radioatividade junto de um tanque de armazenamento de água contaminada na central nuclear de Fukushima disparou para níveis 18 vezes maiores dos de há uma semana, informou a empresa Tokyo Electric Power (Tepco), operadora da central.

A 22 de agosto, as medições nesse tanque chegavam a 100 milisierverts por hora. Este nível já é extraordinariamente perigoso, uma vez que, segundo a lei japonesa, o nível seguro de exposição anual é de 50 milisierverts por hora.

A Tepco informou, neste domingo, que a radiação nas áreas contaminadas varia entre 70 e 1.800 milisierverts por hora, 18 vezes os níveis de há uma semana.

Já no início de agosto tinha sido detetado uma nova situação de emergência na central nuclear de Fukushima. Segundo a autoridade nuclear japonesa, a central está a água com substâncias radioativas para o Oceano Pacífico, o que poderá ter consequências na cadeia alimentar.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Ambiente
(...)