You are here

Fukushima: Central Nuclear verte água radioativa para o Oceano Pacífico

Segundo a Autoridade Nuclear Japonesa, foi detetada uma novo caso de emergência na central nuclear de Fukushima, que está a derramar água com substâncias radioativas para o Oceano Pacífico. A entidade estatal japonesa diz mesmo que poderá ter consequências na cadeia alimentar.
Técnicos da Agência Internacional de Energia Atómica inspecionam o gerador da unidade seis de Fukushima. Foto de por IAEA Imagebank

Foi detetada uma nova situação de emergência na central nuclear de Fukushima, segundo a Autoridade Nuclear Japonesa.

Em causa está o derramamento de água com substâncias radioativas no Oceano Pacífico sem que a empresa responsável pela central, a TEPCO, consiga conter a fuga.

A Autoridade Nuclear Japonesa diz mesmo que o derramamento de água contaminada para além de estar a aumentar ultrapassa os limites legais de contaminação radioativa.

As consequências da fuga ainda não são calculáveis, mas os especialistas dizem que podem ter consequências na cadeia alimentar.

“Não sabemos qual é a causa precisa destas fugas que são mais complicadas do que pensámos”, diz a empresa, que só tem conseguido apresentada soluções temporárias, através da injeção de um produto químico para solidificar o solo. No entanto, um jornal japonês, o Asahi, relata que essa solução não tem qualquer eficácia ao nível das águas subterrâneas.

No último domingo, a TEPCO apresentou um balanço da fuga radioativa entre 2011 até julho de 2013, estimando-o em milhares de milhões de contaminantes radioativos. Por sua vez, a Autoridade Nuclear Japonesa já anunicou que iria investigar as fugas e monitorizar a contaminação.

Cerca de três mil trabalhadores e técnicos trabalham todos os dias para desmantelar a central, sendo constantemente confrontados com problemas com a radioatividade.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Ambiente
(...)