You are here

Luís Fazenda

Dirigente do Bloco de Esquerda, professor.

Artigos do Autor(a)

2016/05/06 - 11:49pm

António Mexia, vibrante membro do PSD, foi aumentado este ano corrente para 6.800 euros por dia, vai receber 2,58 milhões de euros ao ano. É este burguês que acha que pode falar de justiça.

2016/04/13 - 9:25am

De forma descarada, o convidado de Marcelo disse ao que vinha, impor o empobrecimento e mudar o regime constitucional.

2016/03/05 - 11:06pm

Teodora é mais uma a apertar o garrote externo à maioria parlamentar, expressão da vontade popular. É isto o austeritarismo, combinado de austeridade e autoritarismo.

2015/12/24 - 9:25pm

Noticia-se que Cavaco se dirigiu a um elitista e obscuro "Conselho da Diáspora", reunido em Cascais, preconizando coisas mirabolantes para os tempos que correm, como completar a união monetária com a união bancária e a união orçamental.

2015/11/18 - 11:30pm

É um sarcasmo sádico fazer um memorial de terror a Voltaire, filósofo da liberdade pessoal, da tolerância dos pensamentos e das religiões.

2015/11/14 - 2:31am

Não contemporizar com ultrapassagens aos limites de Cavaco é a mais urgente das seguranças aos acordos à esquerda, firmados no Parlamento. A pretensa estabilidade exigida começa logo aí, a estabilidade constitucional.

2015/10/01 - 9:31pm

Numa campanha para as legislativas em que a direita baixa a votação para mínimos desconhecidos, em que o PS padece do vírus Centeno, em que a esquerda vê o apreço pala sua luta antitroika, designadamente o Bloco que comprova que a coerência é fértil, a chantagem do PR é um condicionamento inaceitável ao voto popular.

2015/03/01 - 12:02am

Chegou o momento para Portugal dizer não aos OGM. É assim em quase toda a Europa. É assim até nas potências agrícolas da Europa. É essa a vontade de precaução dos povos.

2015/01/26 - 11:26pm

O Dimar concorreu coligado com um grupo verde e obteve 0,49% dos votos, sendo varrido do Parlamento. Assim termina a triste aventura dos dissidentes do Synaspismos (principal componente do Syriza) que pretendiam entender-se com o Pasok (da Internacional Socialista) para formar um governo de centro-esquerda.

2014/04/23 - 2:16pm

O momento de heterodoxia na reunião parlamentar com a troika aconteceu quando Subir Lall, representante do FMI, entendeu comentar o Manifesto pela reestruturação da dívida pública portuguesa. Essa questão foi suscitada apenas pelo Bloco de Esquerda a todos os elementos da troika.

Pages