You are here

Luís Fazenda

Dirigente do Bloco de Esquerda, professor.

Artigos do Autor(a)

2024/04/02 - 3:30pm

O dogma do SMO, sempre para todas as épocas, ruiu porque as camadas jovens o derrotaram por inútil.

2024/03/12 - 9:18am

O Bloco de Esquerda dará corpo a uma oposição popular ao governo da AD, contrariando as suas políticas privatizadoras e securitárias, e a previsível osmose entre PSD e CH que se irá disputar na estabilização do governo.

2024/02/11 - 3:06pm

Sessão realizada no Fórum Socialismo 2023 com Luís Fazenda.

2024/01/21 - 10:19am

No centenário da morte de Lenine, recarregar o seu legado implica näo ceder nos princípios mas recuperar a capacidade de inovar que o próprio Lenine teve face à teoria marxista. Por Luís Fazenda.

 

2023/10/07 - 5:44pm

Chovem as perguntas sobre a reativação e alargamento dos chamados BRICS. Historicamente, o grupo formou-se em contraponto às receitas do FMI, por iniciativa da Rússia. Hoje, a motivação subiu de tom e questiona a hegemonia do dólar no sistema financeiro mundial, embora não tenha introduzido nenhum plano B, para se lhe opor. Artigo de Luís Fazenda.

2023/06/07 - 4:03pm

Foi por conveniência partidária que o PS nunca criticou Sócrates ou para não perturbar a continuidade do grupo político-social que se movimenta entre cargos e empresas?

2023/02/24 - 1:56pm

A tragédia Putin levou os povos europeus a acreditar na proteção da maior potência imperialista da história da humanidade. Isso é o que ficará para o tribunal da história, muito para além da terrível tragédia criminal.

2022/12/17 - 9:17pm

O debate sobre a guerra na Ucrânia, a transição ecológica e a resposta ao avanço da direita populista dominaram os trabalhos do 7º Congresso da Esquerda Europeia que terminou esta semana em Viena. Por Luís Fazenda.

2022/03/05 - 9:22pm

A acusação que Luís Aguiar-Conraria faz ao Bloco de Esquerda, na sua última crónica do Expresso, é a de que tem “uma pulsão totalitária”, contudo disfarçada, não tem uma única alegação plausível e demonstrada.

2022/02/21 - 12:22pm

É inaceitável que o Presidente da República não se pronuncie sobre este processo. Estamos próximos do momento de se formarem novamente mesas para proceder à contagem dos votos dos emigrantes. Será que o Presidente não pode denunciar a insensatez da guerra do PSD?

Pages