You are here

PP de Espanha e PC da China assinam memorando

Documento destina-se a “ampliar o conhecimento recíproco, aumentar pontos em comum, reforçar a confiança mútua, garantir a relação de amizade” entre o Partido Comunista e a principal formação política da direita espanhola.
Dolores Cospedal (à direita na foto) durante o Fórum

 

A secretária-geral do Partido Popular de Espanha, María Dolores Cospedal, assinou em Suzhou um memorando de entendimento, intercâmbio e cooperação com o Partido Comunista Chinês, representado por Wang Jiraui, vice-presidente da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês e do Departamento Internacional do Comité Central.

O memorando estabelece que os dois partidos vão “ampliar o seu conhecimento recíproco, aumentar pontos em comum, reforçar a confiança mútua, garantir a relação de amizade, promover a cooperação e garantir um desenvolvimento estável a longo prazo das relações sino-espanholas”.

Assim, os dois partidos propõem-se facilitar a “cooperação entre as coletividades territoriais espanholas e chinesas nos âmbitos económico, comercial, científico, tecnológico e cultural”.

Para Dolores Cospedal, é verdade que os dois partidos fazem parte de espectros políticos diferentes, mas “isso não pode ser óbice para estender a mão, encontrar pontos de encontro num mundo que exige aos políticos que saibamos atravessar para a outra margem”.

A dirigente da direita espanhola foi à China para participar do Quarto Fórum de Alto Nível entre Partidos Políticos da China e da Europa, a convite do PC Chinês. No fórum participam dirigentes de 26 partidos europeus.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)