You are here

Milhares de cibernautas repudiam mensagem de Natal de Passos Coelho no facebook

A mensagem publicada por Pedro Passos Coelho na sua página de facebook, na qual o primeiro ministro pede aos portugueses para terem “orgulho” dos seus sacrifícios, obteve mais de 8.700 comentários e 1.500 partilhas no espaço de 17 horas.
Foto de Paulete Matos.

Dirigindo-se aos portugueses como seus “amigos”, o primeiro ministro Pedro Passos Coelho refere que “este não foi o Natal que merecíamos” e que “muitas famílias não tiveram na Consoada os pratos que se habituaram”. “Muitos não conseguiram ter a família toda à mesma mesa. E muitos não puderam dar aos filhos um simples presente”, adianta.

A todos, Pedro Passos Coelho pede que “procurem a força para, quando olharem os vossos filhos e netos, o façam não com pesar mas com o orgulho de quem sabe que os sacrifícios que fazemos hoje, as difíceis decisões que estamos a tomar, fazemo-lo para que os nossos filhos tenham no futuro um Natal melhor”.

A mensagem, publicada no facebook, despoletou uma onda de indignação, obtendo mais de 8.700 comentários e 1.500 partilhas no espaço de 17 horas.

Esta não é a primeira vez que as declarações de Pedro Passos Coelho na sua página na rede social merecem o repúdio dos cibernautas.

A 8 de setembro, o primeiro ministro publicou no facebook uma mensagem na qual afirmava que o aumento da Taxa Social Única (TSU) para trabalhadores e pensionistas e a diminuição da carga fiscal das empresas representavam “um passo necessário e incontornável no caminho de uma solução real e duradoura” e avisava os seus "amigos" de que "os sacrifícios ainda não terminaram".

Esta mensagem de Pedro Passos Coelho obteve, até à data, mais de 79.600 comentários e de 4.400 partilhas.  


 

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Política
(...)