You are here

Hospital da Feira recusa realizar exames a doentes por serem muito caros

O hospital S. Sebastião de Santa Maria da Feira está a recusar a realização de determinados exames, alegando que são dispendiosos, colocando em causa a qualidade dos diagnósticos e em risco a saúde dos utentes. O Bloco fez a denúncia e o deputado Pedro Filipe Soares questiona o Governo.
O hospital S. Sebastião de Santa Maria da Feira está a recusar a realização de determinados exames, alegando que são dispendiosos. O Bloco fez a denúncia e o deputado Pedro Filipe Soares questionou o Governo.

O Bloco de Esquerda do caso concreto, passado a 20 de dezembro, de um doente a quem foi dada alta e diagnóstico inconclusivo, porque o hospital S. Sebastião recusou fazer um angioTAC, por alegadamente ser caro.

Já depois da denúncia do Bloco o Conselho de Administração do hospital S. Sebastião disse à Lusa que “o exame não foi realizado exclusivamente por razões de natureza clínica, e por decisão dos médicos que intervieram no processo de tratamento do doente”, acrescentando que o Centro Hospitalar realiza anualmente "mais de 20 mil exames de tomografia computorizada" e que não existe "nenhuma restrição à sua realização".

No entanto, o Bloco de Esquerda afirma que obteve a informação que este não foi um caso isolado, “tendo vários utentes indicado que o hospital de S. Sebastião se recusa a fazer determinados exames, alegando que são dispendiosos”.

O Bloco salienta que “esta prática coloca assim em causa a possibilidade ter obter um diagnóstico conclusivo e a qualidade dos atos médicos”.

O deputado Pedro Filipe Soares, líder parlamentar do Bloco, perguntou ao Governo, através do ministério da Saúde se tem “conhecimento da situação relatada ou de outras semelhantes” e que medidas irá tomar “para investigar a situação relatada”. O deputado pergunta ainda se “a recusa de realização de meios de diagnóstico é aceitável”, se é “uma situação que se repita em mais hospitais”, se segue “alguma determinação do ministério” e qual “a justificação para esta escolha que pode colocar em risco a saúde e vida de uma pessoa”.

Mais informação em aveirodistrito.bloco.org

Termos relacionados Política
(...)