You are here

AR congratula-se com admissão da Palestina na ONU como observador

Voto apresentado pelo Bloco de Esquerda foi aprovado por maioria, dividindo bancadas do PS, PSD e CDS. Parlamento português considera que votação da ONU é um passo importante para uma solução dialogada e para o reconhecimento de um estado Palestiniano.
A votação é um importante passo a favor da paz. Foto de Rusty Stewart

A Assembleia da República aprovou nesta sexta um voto de congratulação “com o resultado expressivo da votação da Assembleia Geral das Nações Unidas, admitindo a Palestina como estado observador da ONU, assumindo esse voto como um passo importante para uma solução dialogada e para o reconhecimento de um estado Palestiniano – condição necessária para uma paz duradoura na região”.

O voto foi aprovado com os votos a favor do Bloco de Esquerda, PCP, Verdes, a maioria da bancada do PS e quatro deputados do PSD. Abstiveram-se as bancadas do PSD e do CDS e três deputados do PS; votaram contra seis deputados do PSD, seis do CDS e dois do PS.

Nos considerandos, o voto assinala que o sinal da votação na ONU não podia ser mais inequívoco. “138 países, incluindo Portugal, votaram favoravelmente, contra apenas 41 abstenções e 9 votos contra. A votação é uma importante vitória diplomática da Autoridade Palestiniana e um importante passo a favor da paz e de uma solução negociada para um conflito de décadas”.

O mesmo texto assinala que “o reforço dos colonatos construídos em territórios palestinianos, na mesma semana em que a Palestina foi admitida nas Nações Unidas (uma atitude rapidamente condenada pela maioria dos países europeus), constitui uma flagrante violação da lei e um passo errado para a abertura de um novo processo de diálogo e negociação em direção à paz”.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Política
(...)