You are here

"Linha Vermelha": o regresso à Torre Bela

Estreia esta semana nas salas de cinema o documentário de José Filipe Costa que revisita o célebre "Torre Bela", de Thomas Harlan, filmado em 1975 e que acompanha a ocupação de uma grande herdade no Ribatejo.
36 anos depois, o documentário "Torre Bela" continua a ser das obras mais marcantes do período revolucionário.

"Um realizador que foi ocupante, ocupantes que foram actores, intelectuais que fizeram trabalho agrícola na cooperativa, trabalhadores rurais que aprenderam a ler, estrangeiros que vieram ver a revolução a realizar-se ao vivo. Até que ponto um filme pode ajudar a fazer uma revolução? E hoje, pode a Torre Bela ajudar-nos a relançar o olhar para um período único de libertação de energia cívica, de consciencialização política e capacidade de mobilização dos portugueses?", são as questões lançadas por José Filipe Costa na nota de apresentação do filme que já arrecadou o prémio de Melhor Longa Metragem Portuguesa no festival IndieLisboa 2011.

A ocupação da herdade dos Duques de Lafões, no Ribatejo, serviu de palco para Thomas Harlan e a sua equipa registarem algumas das imagens que ficarão para sempre na memória do PREC, como a da discussão sobre a propriedade da enxada da cooperativa (na foto) ou a reunião entre ocupantes e militares em Lisboa. Em "Linha Vermelha", José Filipe Costa foi ter com os protagonistas e a equipa do filme, incluindo Harlan, antes de falecer no ano passado.

O documentário levanta algumas questões sobre este filme marcante, como a importância da presença da câmara no desenrolar dos acontecimentos ou a influência que esta obra de Harlan veio a ter posteriormente na própria memória dos acontecimentos por parte de quem os viveu. "A circulação de mitos sobre a Torre Bela era e ainda é muito intensa: as mulheres alemãs voluntárias na cooperativa que se passeavam semi-nuas na herdade, a suposta formação de uma guerrilha, juntamente com as muitas histórias sobre a produção do filme formam uma mistura explosiva", refere José Filipe Costa.

"Linha Vermelha" estreia dia 12 de abril nos cinemas Dolce Vita do Porto e Coimbra, no Cinemacity Alvalade em Lisboa e no Cinema Atrium na Azambuja. De acordo com a produção, será também exibido em cine-teatros, auditórios municipais e centros culturais em todo o país. Em Lisboa, a ante-estreia na Cinemateca está marcada para terça-feira às 21h30 e é antecedida da exibição de "Torre Bela" às 19h.

LINHA VERMELHA, de José Filipe Costa | TRAILER

Termos relacionados Cultura
(...)