You are here

O Neo-Realismo em Portugal

O Neo-Realismo em Portugal não se esgota na sua componente literária, estando igualmente associado às artes plásticas e à história da resistência antifascista. O seu comprometimento com a transformação humana do mundo e a permanente articulação entre o individual e o coletivo são alguns dos traços que caracterizam as obras neo-realistas. Dossier coordenado por Mariana Carneiro.

Neste dossier, poderá obter informações sobre a vida e obra de Alves Redol, mediante a leitura dos artigos de João Madeira e António Mota Redol, assim como sobre o papel da mulher na obra deste autor.

 É também aqui reproduzido um texto sobre Manuel da Fonseca publicado pela Hemeroteca de Lisboa por ocasião do centenário do seu nascimento.

Nos artigos Ler hoje o Neo-Realismo e Uma breve abordagem ao Neo-Realismo, de Vítor Pena Viçoso e João Machado, respetivamente, é retratada a história do Neo-Realismo em Portugal e no artigo de Maria José Vitorino, a autora explica qual é, a seu ver, a importância do trabalho desenvolvido pelo Museu do Neorealismo.

Sobre o/a autor(a)

Socióloga do Trabalho, especialista em Direito do trabalho
Comentários (3)

Resto dossier

O Neo-Realismo em Portugal

O Neo-Realismo em Portugal não se esgota na sua componente literária, estando igualmente associado às artes plásticas e à história da resistência antifascista. O seu comprometimento com a transformação humana do mundo e a permanente articulação entre o individual e o coletivo são alguns dos traços que caracterizam as obras neo-realistas. Dossier coordenado por Mariana Carneiro.

Museu do Neorealismo. Somos nós.

O Museu do Neorealismo, situado em Vila Franca de Xira, é uma boa história a ser contada para ilustrar o valor da participação cidadã na vida cultural e na criação de serviços públicos na área da cultura e da vida das cidades. Artigo de Maria José Vitorino.

Uma breve abordagem ao Neo-Realismo

Mais do que uma corrente intelectual, do que uma resposta a este ou aquele movimento artístico, mais do que a expressão de uma força política, o movimento neo-realismo foi a expressão de uma solidariedade, de uma tomada de posição perante o sofrimento agravado do povo português. Artigo de João Machado.

Redol, de Vila Franca a Lisboa e de Glória a Gaibéus

Gaibéus marcava o início do percurso de Alves Redol como escritor. No entanto, a sua publicação era, ao mesmo tempo, ponto de chegada e ponto de partida. Texto de João Madeira.

Centenário do nascimento de Manuel da Fonseca

Neste artigo da biblioteca digital da Hemeroteca Municipal de Lisboa poderá aceder a informações sobre a vida e obra de Manuel da Fonseca e também a conteúdos digitais sobre o autor.

Alves Redol: vida e obra

A vida e a personalidade de Alves Redol são extremamente complexas, não sendo fácil estabelecer a sua biografia. Artigo de António Mota Redol.

A mulher na obra de Alves Redol

“Afinal o lugar que eu dou à mulher nos meus romances…é uma questão de fidelidade: de ser fiel à realidade”. (Entrevista a A Capital, 22/05/1968) Artigo de António Mota Redol.

Ler hoje o Neo-Realismo

De todos os movimentos estéticos portugueses do século XX, o Neo-Realismo é aquele que mais tem sido objeto de interpretações equívocas e redutoras. Artigo de Vítor Pena Viçoso.