You are here

Centros Novas Oportunidades sem financiamento garantido

Os Centros Novas Oportunidades (CNO) irão suspender as suas actividades a partir de dia 31 de dezembro perante a “ausência total de comunicação oficial” quanto ao financiamento e ao futuro dos CNO.

“Face à ausência de garantias de continuidade em 2012, uma parte significativa dos 436 CNO suspenderão a actividade a partir do dia 31 de dezembro, até ser comunicado o resultado da candidatura efetuada”, afirma a comissão instaladora da Associação Nacional de Profissionais de Educação e Formação de Adultos (ANEFA) em comunicado.

 Há cerca de mês e meio foi aberto um concurso de financiamento, sendo que, até à data, não existe qualquer informação sobre os prazos de análise das candidaturas e respectiva comunicação de resultados relacionados com a aprovação ou não.

Neste momento, os centros e as equipas que neles trabalham encontram-se numa “insuportável indefinição”, realça a ANEFA.

A suspensão da actividade dos centros irá traduzir-se, conforme alerta a associação, no “despedimento e/ou redução das equipas pedagógicas”.

O governo já adiantou entretanto, em declarações à agência Lusa, que “a formação de adultos é uma das preocupações do executivo”.

 Uma fonte do Ministério da Educação e Ciência (MEC) afirmou à lusa que “após avaliação dos resultados do programa e balanço do trabalho realizado” será delineada “a linha a seguir para maximizar o seu valor e responder às expectativas dos adultos quanto a uma mais-valia real no seu futuro profissional”.

Termos relacionados Política
(...)