You are here

Bloco denuncia "abuso de poder" na Madeira rural

A candidatura bloquista às Regionais de 9 de Outubro esteve no norte da Madeira a ouvir queixas dos agricultores. Roberto Almada denunciou o atraso no pagamento dos produtos agrícolas por uma empresa municipal gerida por altos quadros do PSD.
Roberto Almada voltou a apelar à eleição de mais deputados do Bloco para retirar a maioria absoluta a Jardim.

No concelho de Santana, Roberto Almada disse existir uma situação de “abuso de poder, que é uma desconsideração pelo mundo rural, por aqueles que todos os dias dão o melhor de si pela preservação do mundo rural, pelos produtos da terra e produtos regionais”.

“Vários agricultores denunciaram situações de abuso contra os seus direitos: a entrega de produtos agrícolas a uma empresa municipal cujos pagamentos estão atrasados há quatro, cinco e seis meses”, disse o candidato e coordenador do Bloco/Madeira, citado pela agência Lusa.

Roberto Almada chamou a atenção da imprensa para estas pessoas que “vivem do seu trabalho, tiram sustento da terra, têm dificuldades e há uma empresa municipal, gerida por altos quadros do PSD que fazem com que muitos dos agricultores não tenham a tempo e horas o pagamento justo pelo sustento que tiram da terra”.

O candidato bloquista apelou ao voto e à eleição de mais deputados do Bloco de Esquerda e disse que “as pessoas do norte da ilha merecem e precisam também de uma mudança política. Este governo regional autoritário do PSD não tem respeito pelas pessoas e merece ser castigado, derrotado nas urnas”.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Política
(...)