You are here

Neonazis suspeitos dos atentados na Noruega

A polícia já excluiu a hipótese de terrorismo internacional e estabeleceu a ligação entre o suspeito preso e os dois ataques que provocaram pelo menos 92 mortos e muitos feridos graves.
Atentados na Noruega fizeram pelo menos 16 mortos. Foto Holm Morten

O suspeito dos ataques claramente dirigidos politicamente é norueguês e segundo a polícia terá ligações a um meio circunscrito adversário do sistema político, a terminologia usada para referências aos movimentos neonazis e de extrema-direita.

Esta sexta à tarde, uma bomba explodiu junto à sede do governo em Oslo, fazendo sete mortos e nove feridos graves. Pouco depois, pelo menos um atirador semeou o pânico a poucos quilómetros da capital, no acampamento dos jovens do partido trabalhista, com 85 mortos confirmados. No local do acampamento foram também encontrados explosivos por detonar.

A polícia norueguesa prendeu um suspeito do ataque ao acampamento desta se e diz já ter estabelecido uma ligação entre os dois ataques. O suspeito é norueguês, o que afasta a hipótese de um atentado com origem internacional.

O edifício do governo ficou muito destruído quando uma ou mais bombas explodiram por volta das 15h30 locais. O primeiro-ministro trabalhista Jens Stoltenberg não se encontrava no local e veio mais tarde classificar a situação de "muito grave".

A vinte quilómetros da capital, realizava-se o acampamento dos jovens do partido trabalhista, quando um atirador disparou sobre os presentes.

Norway - no comment

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)