You are here

Adriano Campos

Sociólogo, dirigente do Bloco de Esquerda e ativista contra a precariedade.

Artigos do Autor(a)

2014/12/24 - 12:00am

Passos Coelho congratulou-se por 70% dos estágios resultarem num contrato de trabalho. A maioria dos estagiários, no entanto, conhece bem a instabilidade por que passa nos escassos meses de estágio e a incógnita do fim que se aproxima. Onde mora a razão neste conflito?

2014/12/16 - 11:52am

Depois da EDP, REN, CTT, Caixa Seguros, ANA, EGF e outras tantas empresas públicas, Passos lança-se na segunda campanha pela privatização da TAP. Não é caso para menos, faltando 10 meses para as eleições legislativas, sobem os níveis de adrenalina nos gabinetes ministeriais.

2014/10/20 - 11:56pm

O novo "nim" do partido: proposta de uma audição pública sobre a dívida pública sem qualquer referência à reestruturação.  

2014/09/26 - 11:31am

A entrada fulgurante de Marina Silva na disputa pelas presidenciais despertou velhos demónios na sociedade brasileira. Ao apresentar-se como a predestinada sobrevivente do acidente que vitimou Eduardo Campos a candidata levantou o véu sobre a relação entre a religião e a política num país onde o número de evangélicos não pára de aumentar nos últimos anos.

2014/09/18 - 10:34am

Quando há dois anos António Costa ensaiou o seu primeiro movimento insurrecional, Seguro correu no dia seguinte a exigir: redução do número de deputados já! O populismo é uma mão que se estende, tão fácil de agarrar.

2014/08/08 - 12:01pm

Com a queda do BES ficamos a saber que um dos maiores Hospitais do País, o de Loures, foi gerido nos último anos por um grupo que é propriedade de uma Rio Forte em descalabro.

2014/08/01 - 9:01pm

Perdemos o Durão mas vamos ter Carlos Moedas, Comissário empossado para glória da direita portuguesa. Mas afinal, quem é este Secretário de Estado que sobe agora as escadas do poder imperial europeu?

2014/07/18 - 11:32am

São várias as formas como o maior banco privado português construiu a sua rede de influência entre os governantes, como diferentes são os sinais de retribuição de cada um dos 25 Ministros e Secretários de Estado que se cruzaram com os destinos do BES. Dezasseis dos 19 governos constitucionais tiveram quadros vindos, ou que transitaram, para o BES.

2014/07/10 - 12:00pm

O Bloco de Esquerda foi o único partido que não integrou a comitiva de deputados que receberam Filipe VI na Assembleia da República.

2014/07/05 - 9:56pm

São várias as formas como o maior banco privado português construiu a sua rede de influência entre os governantes, como diferentes são os sinais de retribuição de cada um dos 25 Ministros e Secretários de Estado que se cruzaram com os destinos do BES.

Pages