You are here

TSU para ti também

Um choque fiscal resume-se a um movimento predatório do valor do salário. É fingir que desvalorizar o factor trabalho vai resolver o nosso problema de competitividade quando é patente que a mesma estratégia fracassou noutros países.

Vamos ser claros, o estado social será irremediavelmente fragilizado caso a proposta do PSD de baixar a Taxa Social Única (TSU) seja reduzida em quatro pontos percentuais. Não há volta a dar, menos 4% na TSU significa menos 1600 milhões de euros para a segurança social. Vamos ser claros também com o seguinte, o PS já prometeu no seu programa assinado com a troika fazer exactamente o mesmo, o PSD limitou-se a definir um valor, aliás, conservador face às promessas governamentais. Essas promessas no entanto não são claras e, não são claras porque vão ser brutais. Não há valor especificado mas apenas uma data, Outubro e, um valor de grandeza apresentado no acordo com a expressão 'grande redução' da TSU. José Sócrates espera por isso fazer uma campanha a fugir de qualquer compromisso público para aquilo que já garantiu nos bastidores. Nada disto poderia ser mais claro. 

Mas vamos ser claros também em relação a esta farsa do choque fiscal do PSD. Um choque fiscal resume-se a um movimento predatório do valor do salário. É fingir que não se reduz os salários, transferindo mais impostos para cima de quem trabalha e retirando ao mesmo tempo os meios para a Segurança Social garantir o apoio necessário à sociedade. É fingir que desvalorizar o factor trabalho vai resolver o nosso problema de competitividade quando é patente que a mesma estratégia fracassou noutros países e não resulta num mundo de capitalismo global. Pelo contrário, a redução geral dos salários vai aprofundar a crise, diminuir ainda mais o consumo e, vai retirar meios à sociedade providência de aguentar ainda mais uma recessão ao fim de dez anos de lenta definhes. 

Sinceramente, será insensato pedir algum juízo a estes senhores?

Sobre o/a autor(a)

(...)