You are here

Sacco e Vanzetti na música

As primeiras músicas de apoio a Sacco e Vanzetti foram gravadas antes da sua execução, a 23 de Agosto de 1927, quando muitos intelectuais, como Upton Sinclair, John dos Passos, H. G. Wells e Bernard Shaw, faziam parte do movimento pela libertação dos dois homens. Em 1971, Ennio Morricone escreveu, para o filme de Montaldo, a balada "Here's to you", com letra de Joan Baez e que se tornou famosa na voz desta.
Apresentamos aqui três vídeos com músicas sobre Sacco e Vanzetti. No primeiro, Dulce Pontes canta a "Balada de Sacco e Vanzetti" de Ennio Morricone. 

 

Neste vídeo, uma ária da opera "Sacco and Vanzetti" de Anton Coppola, tio do realizador de cinema Francis Ford Coppola, cantada pela soprano Hallie Neill e a orquestra dirigida pelo autor. A gravação foi feita em 17 de Fevereiro de 2007 em Tampa Bay e a obra é de 2001.
 

Este vídeo mostra uma uma quantidade considerável de fotografias da época ao som da música de Joan Baez. 

 

(...)

Resto dossier

Dossier Sacco e Vanzetti

A 23 de Agosto faz 80 anos que Sacco e Vanzetti, dois imigrantes italianos, foram executados, depois de um julgamento que ficou na história como exemplo de injustiça, xenofobia e perseguição política. Em Boston vão decorrer comemorações de 23 a 25 de Agosto (pode ver notícia no site saccoandvanzetti.org).

Sacco e Vanzetti na música

As primeiras músicas de apoio a Sacco e Vanzetti foram gravadas antes da sua execução, a 23 de Agosto de 1927, quando muitos intelectuais, como Upton Sinclair, John dos Passos, H. G. Wells e Bernard Shaw, faziam parte do movimento pela libertação dos dois homens. Em 1971, Ennio Morricone escreveu, para o filme de Montaldo, a balada "Here's to you", com letra de Joan Baez e que se tornou famosa na voz desta.

Sacco e Vanzetti no cinema

Há imagens gravadas em 1927, nos primórdios do cinema, por exemplo do funeral de Sacco e Vanzetti, que demonstram bem a importância que o caso teve na altura. As imagens mais actuais, no entanto, não têm mais de dois anos, o que prova que a injustiça do julgamento e execução dos dois anarquistas não foi esquecida.

Sacco e Vanzetti executados há 80 anos

Nicola Sacco (22 de Abril de 1891 - 23 de Agosto de 1927) e Bartolomeo Vanzetti (11 de Junho de 1888 - 23 de Agosto de 1927) eram dois anarquistas americanos, nascidos na Itália, que foram presos, julgados e executados por electrocussão em Massachusetts. A acusação era de roubo e homicídio, mas o processo e a culpa dos dois homens sempre foram alvo de contestação. O julgamento foi injusto desde a acusação, tendo sido influenciado pelo contexto anti-italiano, anti-imigrante e anti-anarquista.

Dois imigrantes radicais, condenados e executados pelo Estado

A execução dos imigrantes italianos e revolucionários Nicola Sacco e Bartolomeo Vanzetti deu-se há 80 anos, em Agosto. Um novo documentário, "Sacco and Vanzetti", oferece um retrato profundo de um caso que ainda impressiona as pessoas que lutam pela justiça hoje.

Sacco e Vanzetti por Howard Zinn

Cinquenta anos depois das execuções dos imigrantes italianos Sacco e Vanzetti, o Governador Dukakis, de Massachusetts, criou uma comissão para julgar a imparcialidade do julgamento, e a conclusão foi que os dois homens não tinham tido um julgamento justo. Isto causou uma pequena tempestade em Boston.
Uma carta, assinada por John M. Cabot, antigo embaixador dos EUA, declarava a sua "grande indignação" e assinalou que a confirmação da pena de morte feita pelo governador Fuller aconteceu depois de uma revisão especial do caso por "três dos cidadãos mais distintos e respeitados de Massachusetts - o presidente de Harvard, Lowell, o presidente do MIT, Stratton, e o juiz reformado Grant."